#GMFIndica – Agenda de 15 a 22/8

2019 está tão doido que até agosto está passando rápido, vocês perceberam? #GMFIndica no ar para você programar o que vai fazer no momento mais aguardado da semana, a folga do final de semana! Dá uma olhadinha no que o seu guia cultural preferido separou:

15/8
Sarau no brejo

O Sarau no brejo é um pequeno panorama da literatura escrita por autoras lésbicas. Com direção de Natasha Bueno, o sarau conta com poesias e textos de Barbara Esmenia, Cecília Floresta, Cidinha da Silva, Helena Zelic, Mayana Vieira, Nívea Sabino, Patricia Chmielewski, Patricia Meira, Raíssa Éris Grimm Cabral, Ryane Leão, Simone Brantes e Tatiana Nascimento.

Quando? 15/8. Quinta, 21h
Onde? Sesc Pompeia | Rua Clélia, 93 – Pompeia
Quanto? Gratuito

Fronteira

Duas mulheres se encontram em uma fronteira. Uma delas deseja atravessá-la, a outra é responsável por controlar a passagem de pessoas entre os territórios. Dessa premissa básica, o texto, fixo no espaço, desdobra-se no tempo: os dias passam e, como vamos descobrindo ao longo da peça, há mais dessa relação entre as duas do que se vê à primeira vista. Se em um primeiro momento, o conflito elementar entre elas está na passagem de um território a outro, ou seja, decorre de um expediente meramente burocrático, à medida que o tempo passa, descortina-se o que há sob as palavras que negociam o trânsito: a necessidade de afeto, a ficção como possibilidade de sobrevivência, a solidão de um não-lugar (fronteiras carregam as marcas dos lugares sem identidade, justamente por impregnar-se de muitas delas, por vezes rompidas, traumatizadas).

Quando? 15/8 a 7/9. Quinta a sábado, 20h30.
Onde? Sesc Pinheiros | Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros
Quanto? R$7,50 a R$25

O espetáculo “Fronteira” fala sobre duas mulheres que se encontram em uma fronteira e passam a se reconhecer uma na outra.
16/8
Mulher Pássaro

Inspirado no poema de Mujica Lainez, a peça mistura épocas e narrativas que se entrelaçam para contar a história de uma mulher que está sendo constantemente arrastada por seus objetos, onde a memória do passado e presente se mesclam construindo um labirinto de imagens que encantam o mundo dos sonhos e a dura realidade.

Quando? 16/8. Sexta, 20h
Onde? Sesc Campo Limpo | Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120 – Campo Limpo
Quanto? R$6 a R$20

17/8
Pra ficar junto

O encontro apresenta duas performances: “Abominável”, de Larissa Ballarotti, e o ensaio aberto de “Bocuda, every now and then”, de Nina Giovelli. O objetivo do evento é o compartilhamento de arte, culinária e festa.

Quando? 17 e 18/8. Sábado, 21h, domingo, 20h
Onde? Capital 35 | Rua Capital Federal, 35 – Perdizes
Quanto? Entrada flexível. Valor sugerido: R$30

Fala baixo, senão eu grito

A peça de Leilah Assumpção foi encenada pela primeira vez em 1969 e traz à tona temas como machismo e repressão. A nova montagem de Solange Dias integra o Dramaturgias 2, um painel sobre a produção dramatúrgica brasileira contemporânea e suas inquietações.

Quando? 17/8. Sábado, 21h
Onde? Sesc Ipiranga | Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga
Quanto? R$9 a R$30

foto "Pra ficar junto"
“Pra ficar junto” é um encontro que reúne arte, culinária e festa
36º Panorama da Arte Brasileira: Sertão

“Sertão” é o título e o conceito proposto pela curadora Júlia Rebouças para articular o 36º Panorama, do qual participarão 29 artistas e coletivos, e que tem assistência curatorial de Maria Catarina Duncan. A curadora convidou artistas que se relacionam com o conceito, entendendo a própria arte como “sertão” – em sua instância de experimentação e resistência –, contestando, portanto, o viés restritivamente geográfico facilmente associado à palavra. Sertão é apresentado nesta exposição como um modo de pensar e de agir, que tem a criação artística como um de seus importantes aspectos definidores.

Quando? 17/8 a 15/11. Terça a domingo, 10h às 17h30
Onde? MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo | Parque Ibirapuera – Portões 1 e 3
Quanto? R$5 (meia) e R$10 (inteira). Entrada gratuita aos sábados

20/8
Alma no Olho + Café com Canela

Essa pequena mostra de cinema exibe duas obras: “Alma No Olho” (1973), um curta-metragem que cria uma metáfora entre a escravidão e a busca por liberdade através de uma transformação interna, de inspirações concretistas. O filme foi premiado na Jornada Internacional de Cinema da Bahia em 1977.

“Café com Canela” (2017), realizado no Recôncavo Baiano, conta a história de duas personagens: a professora Margarida e uma antiga aluna, Violeta. O enredo de perseverança e luta tem como fundo obras musicais de raízes ancestrais afro-brasileiras.

Quando? 20/08. Terça, 19h30
Onde? Sesc Belenzinho | Rua Padre Adelino, 1000 – Belém
Quanto? Gratuito.

Mulheres negras visíveis nas artes visuais

O Projeto Terça Afro, que já existe há 7 anos, continua a desenvolver rodas de conversa sobre temas relacionados à população negra. A cada semana, um aspecto diferente será abordado dentro desse macrotema. Curadoria, produção, divulgação e circulação, além da relação dessas mulheres com o campo visual são tópicos e linhas retratados durante as rodas.

20/8 | Marcela Bonfim
27/8 | Renata Martins
03/09 | Renata Felinto

Quando? 20/08 a 03/09. Terça, 20h
Onde? Sesc Pinheiros | Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros
Quanto? Gratuito

Marcelle: Enquanto

A artista apresenta suas composições e obras próprias do último álbum e também do próximo, que ainda será lançado. A mistura entre “Equivocada” (2017) e “DiscoNeXa” e os temas que eles abordam trazem ritmos brasileiros, ricos em variedade.

A mistura entre MPB, eletrônico e regionalismo é pano de fundo para se tratar de questões profundas e existenciais de forma dançante, alegre e leve. “DiscoNeXa” deve ser lançado ainda em 2019;

Quando? 20/08. Terça, 20h
Onde? Centro da Terra | Rua Piracuama, 19 – Pompeia
Quanto? Ingresso consciente.

Ava Rocha + Livia Nery

Para deixar a terça-feira especial, a cantora Livia Nery apresenta seu show no Terça + Cedo, antes de Ava Rocha comandar a Terça Open. Lívia Nery traz ao palco seu primeiro álbum, “Estranha Melodia”, enquanto Ava Rocha chega acompanhada de Trança, seu terceiro disco.

Quando? 20/8. Terça, 21h (Livia) e 23h (Ava)
Onde? Mundo Pensante | Rua Treze de Maio, 830 – Bixiga
Quanto? Gratuito

Livia Nery | Foto: Caroline Bittencourt
21/8
Curso: Autoria Feminina nas Artes

O curso, que dura seis encontros, propõe que seja estabelecido um percurso no campo das artes brasileiras. Partindo da década de 1960, em uma época onde as produções femininas foram marcadas por um pioneirismo, mas também pela invisibilização, o curso analisa obras, como textos e narrativas para criar análises e novas historiografias.

Os encontros também trazem foco nas produções nacionais, projetando protagonismo e inserção feminina no mundo de circuitos das artes, incluindo corpos dissidentes e sexualidade.

Quando? 21/08 a 25/09. Quarta, 19h
Onde? Instituto Tomie Ohtake | Av. Brigadeiro Faria Lima, 201 – Pinheiros
Quanto? Duas parcelas de R$225. Inscrições: http://bit.ly/2KPzZ3J

22/8
Literatura com Noemi Jaffe

A proposta do projeto é elaborar uma grande viagem pelo universo criativo da literatura, gerando encontro entre autores e obras. Como um grande bate-papo com poetas, a escritora Noemi Jaffe.

A convidada para falar sobre literatura contemporânea e sua relação com autores da língua alemã, reafirmando obras importantes na sua formação, é doutora em teoria literária pela USP e é autora de livros como “O Que os Cegos Estão Sonhando?” (2012) e “A Verdadeira História do Alfabeto” (2012).

Quando? 22/08. Quinta, 19h
Onde? Goethe-Institut | Rua Lisboa, 974 – Pinheiros
Quanto? Gratuito

Diálogos do Feminismo Negro: Brasil e Caribe

Uma reunião entre a escritora negra caribenha Maryse Condé, que reescreveu “O Morro dos Ventos Uivantes” (1847) sob um ponto de vista caribenho, e Ana Maria Gonçalves, autora de “Um Defeito de Cor” (2006), propõe relatar o cotidiano e eventos históricos do Brasil como país escravista.

Refletirão sobre momentos marcantes da história, política e religião, passando pelas violências e buscas das personagens de suas obras.

Quando? 22/08. Quinta, 19h
Onde? Sesc Avenida Paulista | Av. Paulista, 119 – Bela Vista
Quanto? Gratuito