#GMFIndica – Agenda de 19 a 26/06

Procurando o que fazer em São Paulo? O Guia Maria Firmina indica os melhores eventos protagonizados por mulheres. Vem cá ver o que separamos para essa semana toda especial com feriado na quinta-feira!

19/06

Björk Digital

Na mostra, música, artes visuais e tecnologia se unem para expressar o pioneirismo da multiartista islandesa Björk. A exposição, que estreou em Sydney em 2016 e já passou por Tóquio, Barcelona, Cidade do México, Moscou, Montreal, Londres e Los Angeles, entre outras, será apresentada pela primeira vez no Brasil. Concebida por Björk e James Merry,com produção do MIF (Manchester International Festival), a mostra é dividida em seis áreas compostas por realidade virtual e elementos audiovisuais imersivos que demandam a interação dos visitantes.
Quando? 18/6 a 18/8. Terça-feira a sábado, 10h às 20h; domingo, 10h às 19h
Onde? MIS | Av. Europa, 158 – Jd. Europa
Quanto? R$15 e R$30. Entrada gratuita às terças-feiras.

Alice Caymmi: Electra

Estreia da turnê de Electra, álbum de Alice Caymmi lançado em maio de 2019. Electra, na mitologia grega, é persona movida pela fúria. Essa intensidade da figura mítica, aliás, pode explicar os movimentos de Alice na gravação do novo disco: apenas dois dias no Estúdio Red Bull, em São Paulo, foram necessários para as gravações do álbum composto por 10 faixas compostas por voz e piano.
Quando? 19/6. Quarta-feira, 21h
Onde? CCSP | Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso
Quanto? R$12,50 e R$25. Ingressos aqui

IZA

A cantora Iza apresenta seus grandes sucessos em São Paulo.
Quando? 19/6. Quarta-feira, 22h
Onde? Invictus | Av. Professor Luiz Ignácio Anhaia Mello, 2921 – Vila Prudente
Quanto? R$30 e R$50 (com nome na lista até 00h). Ingressos aqui

20/06

Rebola com Lexa

A cantora Lexa faz apresentação na semana Pride do Clube Yacht
Quando? 20/6. Quinta-feira, 23h30
Onde? Clube Yacht | Rua Treze de Maio, 703, Bela Vista
Quanto? R$40 a R$80. Ingressos aqui

Mostra da multiartista islandesa Björk no MIS| Foto: Divulgação MIS
Elza, o musical

A trajetória de Elza Soares é sinônimo de resistência e reinvenção. As múltiplas facetas apresentadas ao longo de sua majestosa carreira foram o ponto de partida para o musical “Elza”. Em cena, as atrizes se dividem ao viver Elza Soares em suas mais diversas fases e interpretam outros personagens, como os familiares e amigos da cantora, além de personalidades marcantes, como Ary Barroso e Garrincha. Canções como “Lama”, “O Meu Guri”, “A Carne”, “Se Acaso Você Chegasse”, entre outras, fazem parte do repertório.
Quando? 20/6 a 14/7. Quinta-feira a sábado, 20h. Domingo, 17h
Onde? Teatro Sérgio Cardoso | Rua Rui Barbosa, 153 – Bela Vista
Quanto? R$25 e R$120. Ingressos aqui

Cortejo das Martas

A Cia Las Martas é formada por seis artistas que apresentam números de equilíbrio, malabarismo e dança, enquanto tocam uma trilha sonora composta por ritmos como salsa, cumbia e forró. Elas se revezam entre saxofone, trompete, pratos, bumbo, clarinete e outros instrumentos. Além disso tudo, fazem seus improvisos cômicos, os chamados gags, ou cacos.
Quando? 20/6. Quinta-feira, 14h
Onde? Sesc Itaquera | Av. Fernando Espírito Santo Alves de Mattos, 1000 – Itaquera
Quanto? Grátis

Luedji Luna

Cantora e compositora baiana, Luedji Luna lançou seu primeiro disco “Um Corpo no Mundo” em 2017. O álbum reúne diferentes sonoridades como MPB, samba, ritmos africanos, o batuque baiano e o jazz, com letras que abordam temas sociais, principalmente no que se refere à identidade afrobrasileira.
Quando? 20/6. Quinta-feira, 21h
Onde? Mundo Pensante | Rua Treze de Maio, 830 – Bela Vista
Quanto? R$20 a R$30. Ingressos aqui

21/06

Corpos Opacos

Espetáculo teatral inédito em São Paulo parte da pesquisa de relatos de mulheres religiosas colombianas. No mosteiro Santa Inés de Montepulciano (fundado em 1638 em Santafé de Bogotá/Colômbia), elas experimentaram a clausura absoluta, mantendo corpos “puros” de olhares enquanto vivas e, quando mortas, eram pintadas por artistas convidados, levando às novas gerações o retrato e a ostentação de corpos opacos, coroados de flores, adornos barrocos, com vestimentas elaboradas, bordadas desde a primeira infância.
O ritual de corpos que só poderiam vir ao mundo e serem olhados quando mortos configuram um nascimento às avessas.

Ficha técnica
Idealização, dramaturgia e atuação: Carolina Virgüez e Sara Antunes.
Direção: Yara de Novaes.

Quando? 21 a 30/6. Sexta-feira e sábado, 21h30. Domingo, 18h30
Onde? Sesc Belenzinho | Rua Padre Adelino, 1000 – Belém
Quanto? R$9 e R$30. Ingressos aqui

Cine Sapatão

Essa edição especial do Cine Sapatão conta um pouco da história do movimento lésbico em SãoPaulo, exibindo curtasd como “A primeira passeta”, “As lésbicas feministas”, “Quase só vi as lésbicas” e “IV Parada Lésbica de Brasília”. Após as exibições acontece um bate-papo com convidadas.
Quando? 21/6. Sexta-feira, 15h
Onde? Jardim do Centro | Rua General Jardim, 490
Quanto? Gratuito

Foto das acrobatas do espetáculo Inversus
O espetáculo “Inversus” integra o Festival Internacional de Circo do Sesc São Paulo | Foto: Lucas Derosa

22/06

Inversus

Movimentos precisos, que exigem força na execução e leveza na imagem, marcam Inversus, que tem como pano de fundo os limites entre loucura e sanidade, certo e errado. O espetáculo mescla circo e dança contemporânea e tem duas artistas mulheres como protagonistas. “Inversus reflete sobre um assunto pertinente e muito discutido na atualidade, que é o empoderamento feminino”, diz Andressa Moreira, produtora geral do espetáculo.
Quando? 22 e 23/6. Sábado, 19h, domingo, 17h
Onde? Sesc Belenzinho | Rua Padre Adelino, 1000 – Belém
Quanto? R$9 e R$30. Ingressos aqui

Thalma de Freitas + Iara Rennó + Ava Rocha

As três artistas pela primeira vez juntam suas musicas e vozes. Iara é a ponte, já que tem parcerias tanto com Thalma quanto com Ava. Som é campo aberto e a serendipidade está no ar. Música é cura.
Quando? 22/6. Sábado, 22h
Onde? Fauhaus | Rua Faustolo, 983
Quanto? R$20 (confirmação no evento do facebook) e R$25 (porta).

Larissa Luz com part. Russo Papapusso

Depois de viver Elza Soares nos palcos, cantora baiana apresenta repertório de seu terceiro álbum solo “Trovão”. Com produção de Rafa Dias, o terceiro disco solo da cantora traz treze faixas, contendo parcerias como Ellen Oléria, Lazzo Matumbi, Luedji Luna, Letieres Leite e o alabê Gabi Guedes.
Quando? 22/06 às 21h| 23/6 às 18h.
Onde? Sesc Bom Retiro| Alameda Nothmann, 185
Quanto? R$ 9 a R$ 30. Ingressos aqui

Bordado e literatura – “O jantar” de Clarice Lispector

Bordado e literatura: oficina temática de bordado em papel, que une aula de bordado em papel acompanhada de comentários sobre a leitura que inspira a imagem que tomará forma pela linha que atravessará o papel. A literatura deste mês é conto “O jantar” do livro Laços de família da Clarice Lispector.

Com:
Juliana Oliva é doutora em Filosofia pela EFLCH – UNIFESP. Pesquisa Simone de Beauvoir desde o mestrado, com foco nas noções de reciprocidade e erotismo na autora.

Rita Alves, formada em jornalismo, com especialização em Gestão da Comunicação pela ECA-USP. Criou a marca de bordados Dona Rits (@donarits) e é idealizadora do projeto de intervenções urbanas bordadas Cabe Mais Amor (@cabemaisamor).
Quando? 22/06 das 14h às 17h
Onde? Casa Inajá| Travessa Antônio Tenório de Albuquerque, 15
Quanto? R$ 80 com material incluso. Inscrição aqui.

Ilú Obá De Min

O Bloco Afro Ilú Obá de Min apresenta o espetáculo Negras Vozes – Tempos de Alakan, com a participação especial de Jéssica Gaspar e Juçara Marçal. Durante a performance, cantos e danças advindos das culturas populares serão apresentados com a força dos tambores. O grupo pesquisa a influência africana e afro-brasileira na nossa música e, em suas ações, busca o fortalecimento das mulheres, em especial das negras.
Quando? 22/06 às 21h
Onde? Auditório Ibirapuera| Av. Pedro Alvares Cabral, s\n
Quanto? R$15 a R$30

Rita Benneditto em “Tecnomacumba”| Foto: Thais Gallart
A mulher que matou os peixes

Essa é a história de uma mulher que, sem tantos rodeios, confessa que matou os próprios peixes. Decidida a deixar claro que tudo o que fez não foi de caso pensado e que gosta dos animais, essa mulher relembra seus bichos naturais e os não naturais, suas histórias de carinho e saudade por outros que se foram e sua eterna guerra com baratas, ratos e outros bichos asquerosos. Nesse balaio de histórias inusitadas vemos quem é ela e descobrimos um pouco mais sobre as relações.
Quando? 22/06 às 14h
Onde? Sesc Santo Amaro| R. Amador Bueno, 505
Quanto? Gratuito

O poder da narrativa: O Brasil revisto através dos romances de autoras negras

Através de aulas expositivas, leituras de trechos selecionados de obras e debates, o curso pretende apresentar e analisar o corpo de romances de autoras negras brasileiras, contextualizando a produção e discutindo suas principais linhas de força.

Com Fernanda Miranda, Doutora em Letras pela USP, sua tese rastreia o romance de autoras negras brasileiras publicados do século XIX ao XXI. Mestra em Estudos Comparados – USP, com dissertação sobre a escritora Carolina Maria de Jesus. Publicou Carolina Maria de Jesus: literatura e cidade em dissenso. Escreve, estuda, debate e pesquisa temas em torno da autoria negra; cânone e silenciamentos; centros e margens.

Quando? 22/06 às 10h às 17h
Onde? Sesc Centro de Pesquisa e Formação| Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar, Bela Vista
Quanto? R$15 a R$50. Inscrições aqui.

TPM – Todas podem mixar

O projeto TPM – Todas Podem Mixar, ministrada pela DJ Miria Alves, tem objetivo de promover a conscientização das mulheres por meio da educação musical com base na cultura hip hop. O encontro visa incentivar o potencial das mulheres neste segmento e orientá-las a como se sobressair num campo predominantemente ocupado por homens, compartilhando técnicas e conhecimentos da área de mixagem.

DJ Miria Alves nasceu no Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo, é DJ profissional desde em 2010. Integra o álbum Mulheriu Clã; se apresentou com a MC e DJ Luana Hansen por cinco CEUs de São Paulo; participou como DJ da cantora Tássia Reis em shows no Sesc Piracicaba, Niterói, São Paulo e Uberlândia. Na Argentina, DJ Miria participou do Killing The Beat – Encuentro de Hip Hop, a convite do coletivo Tormenta.
Quando? 22/06 das 14h30 às 17h30
Onde? Sesc Belenzinho| Rua Padre Adelino, 1000
Quanto? Gratuito

23/06

Rita Beneditto

Show Tecnomacumba que se caracteriza por fusões sutis ou expressas de MPB, sons eletrônicos e pontos e rezas das religiões afro-brasileiras. Com elas, Rita Benneditto busca mostrar que o alicerce da MPB e dos ritmos eletrônicos é a musicalidade ancestral dos tambores, dos terreiros de candomblé, centros de umbanda, batuques e xangôs espalhados pelo país.
Quando? 23/06 às 16h
Onde? Sesc Ipiranga| R. Bom Pastor, 822
Quanto? Gratuito

Samba de Dandara convida Raquel Tobias

Dandara, guerreira mulher negra, é referência histórica na luta contra a escravidão. Ser Dandara significa rememorar, homenagear e promover a resistência feminina e negra. Com respaldo nessa força e ancestralidade, o grupo formado exclusivamente por musicistas proporciona a reflexão sobre o lugar da mulher no universo do samba, questionando-se o machismo estrutural da sociedade em que vivemos. Assim, “Samba de Dandara” é samba de resistência e empoderamento, voltado à expansão e fortalecimento do lugar da mulher tanto no samba como no mundo.
Quando? 23/06 às 17h
Onde? Sesc Campo Limpo| R. Nossa Sra. do Bom Conselho, 120
Quanto? Gratuito